Fiat Strada Ranch é a versão que pode incomodar picapes maiores

Teste – Fiat Strada Ranch é a versão que pode incomodar picapes maiores

Avaliações 22/03/2024

Por Matheus Albino

O perfil atual do comprador de picape é bem diferente em relação ao de 15, 20 anos atrás. Ele não quer apenas um carro para o trabalho e com caçamba grande, agora quer tecnologia, conectividade e motor disposto.

A Fiat Strada é um modelo compacto, mas oferece boa parte desses itens que o picapeiro moderno busca.

E pensando em um modelo de até R$ 140 mil, a versão Ranch da Strada é bem equipada e capaz até de tirar clientes de modelos maiores, como Chevrolet Montana, Renault Oroch e a própria irmã maior Toro.

O preço da Strada Ranch 2024 é de R$ 137 mil.

Pra quem não lembra essa foi a primeira versão da Strada equipada com transmissão automática. Em dezembro de 2021 a Fiat lançava a Strada Ranch com câmbio CVT, tornando-se a versão top de linha da picape.

Leia mais: Fiat Fastback Turbo 200 passa a ser oferecido para público PCD

Agora, além do câmbio mais moderno, ela conta também com motorização turbo e está ainda mais caprichada.

Testamos a Strada Ranch turbo por alguns dias aqui pelo Grande Recife e podemos cravar: a Strada é pau pra toda obra. Em outras palavras, essa picape atende diferentes perfis de consumidor.

Se o motor 1.3 aspirado tinha boas médias de consumo, mas não era dos mais dispostos, essa nova opção turbo deixa a Strada bem esperta para qualquer situação.

É uma boa opção de carro para a família, também atende quem quer um veículo particular para uso diário pois temo bom nível de conforto, ou até mesmo aquele patrão que precisa de uma caminhonete pequena para o seu negócio.

O motor 1.0 turbo de 130 cavalos faz com que a Strada tenha mais disposição para carregar peso. Essa versão pode transportar até 650 quilos e sua caçamba tem 844 litros, sofre menos que o propulsor 1.3 e tem capacidade suficiente para levar muita bagagem.

O interior conta com ar-condicionado digital automático, sistema de mídia com espelhamento sem fio, carregador por indução e bancos em couro. No visual essa versão tem nova grade frontal e novos faróis DRL em LED. O preço é de R$ 137 mil.

São muitos pontos positivos na picape mas ela também deixa a desejar em outros, especialmente na segurança.

Não há assistentes de condução, como controle de cruzeiro adaptativo, tampouco alertas que evitam colisões, como detector de ponto cego ou de saída de faixa.

A Strada Ranch oferece 4 airbags e controle eletrônico de estabilidade como destaques na segurança. A picape não tem tração 4×4, mas oferece um sistema que ajuda a passar por trechos com pouca aderência, só não vale abusar achando que ela encara um off-road pesado.

Na teoria a briga da Strada seria com a Volkswagen Saveiro, porém, a Fiat mira clientes da Renault Oroch e Chevrolet Montana.

O porte é inferior mas o nível de tecnologia é compatível. Portanto, não é nenhum absurdo imaginar que a picape compacta da Fiat pode sim tirar clientes de um segmento superior, desde que não mexa com sua irmã maior Toro, afinal, não seria nada legal ver a família brigando justamente no momento em que a montadora traz uma nova opção de caminhonete, a Titano.

Tags:

Continue lendo