Sistema da Audi que conecta veículos com semáforos na Alemanha

Sistema da Audi que conecta veículos com semáforos chega a mais uma cidade na Alemanha

Sistema inteligente da Audi

O Audi Traffic Light opera em função de um algoritmo que colhe dados dos semáforos de uma via e avisa ao motorista em quanto tempo o semáforo vai fechar. O sistema pode reduzir em até 15% o consumo de combustível de um veículo.

A Audi começou a operar o seu sistema Traffic Light Information em mais uma cidade na Alemanha.

Chegou a vez de Düsseldorf receber o serviço de informações sobre semáforos. A primeira foi Ingolstadt, que desde julho do ano passado utiliza este sistema.

Este novo dispositivo põe informações no painel do veículo sobre os semáforos da via e indica qual a velocidade necessária para chegar ao próximo semáforo no verde.

Caso não seja possível dentro do limite de velocidade permitido, o sistema põe uma contagem para a próxima fase verde.

O objetivo é alcançar a “onda verde”, que seria uma sequência de semáforos abertos e evitaria engarrafamentos nos cruzamentos da via.

Trazendo para a nossa realidade seria mais ou menos ter os semáforos sincronizados como na Avenida Agamenon Magalhães, no Recife.

Mas nem todas as vias contam com semáforos sincronizados e, certamente, este sistema da Audi ajudaria a melhorar o trânsito em vias com cruzamentos travados.

E esta é a ideia da Audi, diminuir o trânsito nos grandes centros urbanos.

O bolso também agradece

Além de uma condução mais relaxante e segura a Audi quer ajudar o motorista de um de seus modelos a economizar combustível e, de acordo com dados da montadora, este dispositivo reduz em até 15% o consumo.

O Audi Traffic Light Information é utilizado nos Estados Unidos desde o final de 2016.

Em Düssseldorf este sistema já está operando em 150 semáforos. A expectativa é que até o final do primeiro semestre ele alcance 450 dos 600 semáforos instalados na cidade do Rio Reno.

Funciona assim

A Audi em parceria com o Traffic Technology Services (TTS), desenvolveram um algoritmo analítico.

Ele calcula previsões exatas a partir de uma série de estudos que vão desde o programa de controle dos sinais de tráfego, dados de viagens de empresas de ônibus, semáforos com botões para pedestres e dados históricos da via.

Após essa série de análises o algoritmo aprimora-se e aprende até como o volume de tráfego muda em horários de pico.

“Os carros enviam dados anonimizados quando os semáforos são cruzados para um terminal da Audi, que verifica se os cruzamentos reais dos semáforos correspondem aos dados previstos.”

“Somente depois disso os semáforos são apagados para a exibição no carro”, explica Andre Hainzlmaier, chefe de desenvolvimento de aplicativos, serviços conectados e Smart City da Audi.

No futuro, as cidades também receberão informações úteis sobre sua infraestrutura de semáforos.

No entanto, os dados mostram, por exemplo, se os carros param com frequência incomum em um cruzamento específico ou se o tempo médio de espera é longo.

Assim os semáforos podem receber fases mais eficientes e o tráfego fluirá melhor.

Audi Traffic Light Information opera em todos os modelos Audi e-tron, A4, A5, A6, A7, A8, Q3, Q7 e Q8 que são produzidos desde meados de julho de 2019 (o “ano modelo 2020”).

Veja Mais

C5 Aircross, o super SUV da Citroën que vem ao Brasil

Ducati Superleggera chega em junho com preço de R$ 700 mil

Veja os carrões que Pep Guardiola já estragou no trânsito

Onix e Onix Plus fecham janeiro na liderança

Tags:

Continue lendo