Shineray prepara nova ofensiva e vai ter até motos elétricas

Shineray prepara nova ofensiva e vai ter até motos elétricas

Shineray, motos elétricas e cinquentinha

A Shineray prepara uma nova ofensiva para o mercado brasileiro a partir do mês de outubro.

É que o fabricante de motos vai investir pesado em novos modelos.

Os lançamentos incluem desde motocicletas de 175 cilindradas, versões atualizadas das famosas cinquentinhas, quadriciclos e até a criação da divisão da Shineray Eletric, linha de motos e patinetes movidos a energia.

Leia mais: Motos BMW terão controle adaptativo de cruzeiro

Atualmente a marca trabalha com três modelos, com preço na faixa média de R$ 6 mil.

Sobre valores das novas motos, a Shineray prefere não falar em preços ainda. A ideia é manter o grande custo-benefício.

E o entusiasmo é grande, diferente dos dois anos atrás quando a marca viu as vendas despencarem depois da mudança da lei que passou a exigir emplacamento nas cinquentinhas, carro-chefe da montadora.

Mas o fabricante manteve sua base operando em Suape, mesmo com a produção reduzida na fábrica.

Deu certo

A insistência valeu a pena. Agora celebra um excelente momento. Nos últimos meses, a Shineray adequou o formato de seu negócio e acelerou as vendas.

“No lugar de grandes concessionárias, revendas mais enxutas para tornar o negócio lucrativo para revendedores e fizemos parcerias com várias lojas multimarcas. A soma de nossas ações provocou uma incrível retomada. Ampliamos em muito as vendas e hoje temos mais de 120 pontos”, diz José Edson Medeiros (foto), sócio-diretor da Shineray e um dos responsáveis pelo novo desenho de atuação da marca.

Segundo o executivo, essa mudança de modelo permitiu a marca voltar forte para o mercado e vender muito.

Nos últimos meses praticamente zerou o estoque de motos e a marca realizou novos investimentos para ampliar a gama de produtos e ficar mais forte até o final do ano.

As motos Shineray vêm da China e devem desembarcar aqui em até dois meses.

Ao chegarem na fábrica de Pernambuco recebem ajustes para atender melhor a necessidade do consumidor brasileiro.

Se inscreva em nosso canal no youtube

Tags:

Continue lendo