Ram Classic ganha versão especial - Veja quanto vai custar o modelo

Ram Classic ganha versão especial – Veja quanto vai custar o modelo

Para celebrar o legado do icônico V8 HEMI®, a Ram anuncia 100 unidades de uma série mais que especial, a versão R/T para o modelo Classic ao preço de R$ 360 mil.

A sigla distingue a gama de carros de alto desempenho usada pela Dodge desde os anos 60.

A Ram Classic R/T valoriza seu caráter esportivo com elementos exclusivos desta última safra, a começar pelos faróis e lanternas com máscara negra.

Na dianteira, a exclusiva grade com formato em cruz, característica das picapes Dodge desde o lançamento da segunda geração da Ram 1500 e elemento marcante do design “big rig”, e que traz o carneiro montanhês ao centro, no lugar do nome da marca.

Por trás, colmeias aspiram muito ar para alimentar o enorme motor e um logo R/T no canto inferior adiciona charme a frente imponente da muscle truck.

Adesivos foscos que remetem aos Dodges Chargers R/T fabricados pela Chrysler no Brasil nas laterais da caçamba e no capô completam o look da picape de DNA norte americano. Uma soleira em aço inoxidável evoca ainda mais o luxo e esportividade no interior da picape.

Serão comercializadas apenas 100 unidades – 50 na cor Preto Diamond e 50 no tom Vermelho Flame – que recebem um logo no painel com a estampa do número 1/100, referente ao número limitado das quantidades comercializadas.

No mais, a picape entrega motor V8 HEMI® de 5,7 litros, de 400 cv de potência e 556 Nm de torque, com tecnologia MDS, que desativa quatro dos oito cilindros para reduzir o consumo, e acoplado à caixa automática de oito velocidades TorqueFlite.

O volume da caçamba de 1.424 litros e a capacidade de reboque de 3.534 kg, além da tração 4X4 com reduzida.

Por dentro, central multimídia Uconnect de 8,4 polegadas com Android Auto e Apple CarPlay e navegação embarcada, som premium Alpine de 10 alto-falantes, bancos dianteiros aquecidos e ventilados e com comandos elétricos, bancos traseiros rebatíveis e com diversos porta objetos. Completam o visual esportivo da picape as rodas de 20 polegadas e o escapamento duplo.

Agora vamos mergulhar um pouco na linda história da marca e entender onde tudo começou, há mais de um século.

Dodge: mais de 100 anos de história

A história de sucesso da marca Dodge teve início em 1914, quando os irmãos John e Horace Dodge produziam e vendiam peças automotivas às montadoras da região de Detroit, Michigan, nos Estados Unidos.

Conhecida pela qualidade e confiabilidade das suas peças, a marca que carrega o sobrenome dos irmãos lançou, naquele mesmo ano, seu primeiro carro, o Model 30.

Já a produção de veículos comerciais começou em 1917, marcando o nascimento da primeira picape Dodge: a Série 1.

Em 1928, a Dodge foi vendida para o Grupo Chrysler e passou a ser uma divisão da companhia e, em 1932, era lançada a picape Dodge de meia tonelada, apresentando pela primeira vez o icônico símbolo do carneiro montanhês – Ram, em inglês – decorando o capô.

Após a segunda guerra mundial, nasceu a Power Wagon, a primeira picape média com tração 4X4 para uso civil, que derivava do modelo criado para o combate.

Hoje, a tração 4X4 é um atributo quase indispensável nas caminhonetes e está presente em toda a gama de picapes Ram.

As décadas seguintes foram definidas por grandes nomes e marcos. Na década de 1950, houve a primeira aparição do nome Ram e o primeiro motor V8 em uma picape Dodge, a “Red Ram”.

Em 1961, a nova linha de picapes Dodge trouxe a proposta de cabine dupla com quatro portas e um design semelhante ao Dodge Dart da época.

Agora, falando de outro hemisfério, mais especificamente no Brasil, nascia em 1969 a picape mais potente produzida no país, a Dodge D 100. Fabricada pela Chrysler no ABC Paulista, utilizava o mesmo motor do Dodge Dart, um V8 5.2 L de 198 cavalos.

A D 100 foi produzida no país até 1975 e ainda há alguns exemplares rodando por aí – ou embelezando as garagens de alguns colecionadores.

De volta ao continente norte-americano, em 1993, foi apresentada a segunda geração da picape Ram 1500, que transformou o segmento full-size nos Estados Unidos e elevou as vendas da marca a níveis inéditos até então.

De volta ao Brasil, em 1998, a então Chrysler inaugurava uma planta industrial na cidade de Campo Largo, Paraná, de onde saía uma das picapes mais potentes do mercado e a mais luxuosa, a famosa Dodge Dakota nas configurações básica, com um motor 2.5, e Sport, movida por um 3.9 L V6, ambos a gasolina.

Mas nos anos 2000 era a lançada a versão mais apimentada do modelo, a R/T. Equipada com o motor V8 Magnum 5.2 L com 232 cv, era não só a picape mais potente, como o automóvel mais potente produzido no país à época.

Ainda sobre a história dessa marca centenária, em 2009 a Ram deixou de ser a linha de picapes da Dodge e passou a ser uma marca independente. O objetivo da separação era a Ram se especializar no desenvolvimento e produção de veículos comerciais, principalmente picapes, enquanto a Dodge manter seu foco nos muscle cars e esportivos.

Tags:

Continue lendo