Dicas para cuidar do seu carro na garagem durante a quarentena

Fique ligado nestas dicas para conservar o seu carro

O período é de quarentena. A dica dos médicos para a população ajudar no combate ao coronavírus é ficar em casa o máximo possível e deixar o carro na garagem para evitar a disseminação da doença.

Quem pode, vem contribuindo e ajudando a evitar a proliferação da pandemia.

E isso pouca gente duvida, mas donos de oficinas alertam aos motoristas a não abandonarem o seu automóvel por muito tempo porque ele pode apresentar problemas se ficar parado por um período prolongado.

Em regra geral, a medida vale para carros que vão ficar guardados por 15 dias, ou mais.

Veículos com revisões feitas recentemente dificilmente vão apresentar problemas neste período.

No entanto, mecânicos experientes dizem que o ideal mesmo é dar uma voltinha nem que seja no quarteirão.

E isso já resolve porque o carro em funcionamento vai botar diversos mecanismos do automóvel pra trabalhar.

Se não for possível tirar do estacionamento, o motorista deve pelo menos ligar o motor por uns dez a 15 minutos e, de preferência, em lugares abertos.

Esse alerta se faz necessário porque, se a garagem for fechada, os gases tóxicos do escapamento podem intoxicar e ser fatal.

Marcelo Leitão, do centro automotivo Auto Total, lembra que essas medidas são importantes porque mesmo desligado o veículo consome bateria pra alimentar memórias, rádios, alarmes e demais sistemas eletrônicos do automóvel.

Segundo ele,  ligar o veículo ajuda a manter componentes lubrificados do motor e mecanismos diversos.

É importante que o motorista ligue faróis, setas, ar-condicionado para ter ciência de que tudo está funcionando e que pode precisar do veículo a qualquer momento.

“São medidas simples que não exigem grandes conhecimentos técnicos. Basicamente é uma verificação.”

“E esses testes preventivos ajudam a não ter surpresas desagradáveis. Se tiver qualquer dúvida, o manual do carro é o melhor aliado porque tem resposta pra tudo do seu carro”, completa Marcelo Leitão.

O especialista lembra que não é necessário desconectar a bateria porque pode desprogramar o carro e ainda provocar curto-circuito de componentes.

Esse caso de desligar bateria é indicado para quem vai passar meses longe do carro.

E, se puder, diz ele, mantenha os pneus calibrados porque vai evitar deformação das rodas do automóvel.

Ahh e abrir as portas para não ficar com mofo se tiver em região úmida.

Leia mais:

Carros PCD têm descontos que podem chegar a R$ 30 mil

Tags:

Continue lendo